Rosas…

Eu estava decidida quanto a escolha da minha decoração. Eu já sabia a cor, o tipo de flor e tinha cada arranjo desenhado na minha cabeça. Mesmo assim, foi um dia daqueles fechar a decoração certa, com o profissional certo.

Antes de mais nada, eu liguei para a Claudia, a noiva que casará no mesmo dia que eu. Ela estava super mal da garganta, não pode falar. Acertei tudo com o Denis, o noivo da Claudia. Homem marcando isso, sabe como é né, rs, mas ele fez certinho. E em um dia daqueles, eu, minha sogra, a Claudia e o Denis fomos em busca do nosso decorador.

Eu tive muita sorte porque eu sempre ouvia histórias de noivas que tinham gostos diferentes, cada uma queria uma cor, um fornecedor e um preço. Eu não tive este problema. A Claudia e o Denis formam o CASAL. Pessoas simpáticas, simples e de fácil trato.

* Para igreja pensamos em tudo branco e com todas as flores da época. Decidido! Agora, era cada uma definir a festa.

* Eu queria rosas e a Clauda, copo de leite. Pena que em dezembro não há copo de leite e ela teve que mudar de flor. Mas como eu disse, eles são excelentes pessoas, logo, não houve desentendimento.

Até aqui, tudo parece perfeito. Mas só nós sabemos o que foi passar um dia inteirinho entrando e saindo de decorador. *Teve aquele que amamos, o “esperto” que queria empurrar qualquer coisa – até dizia que tinha copo de leite, e o insuportável, que não deixava a gente falar, especificamente, eu!

Eu me rendi ao cansaço e pedi para a Claudia e o Denis irem sozinhos para o último decorador da lista, na verdade decoradora. Eu já estava desacreditada. Vimos decorações lindas, mas por cada preço $$$$$$$$ !!!

Por fim, próximo das nove da noite, o telefone toca. Era a Claudia. Ótima notícia: a decoradora era boa, com arranjos bonitos e com preço barato – na medida do possível! Mas, como eu não quis ir naquele dia, tive que marcar um novo dia. E toca eu ir lá, dessa vez com minha mãe, meu pai, minha sogra e claro, minha irmã, a Nicks (saudades, saudades, saudades).

Eu gostei da Isabel, uma pessoa legal e com um trabalho encantador. É, porque não basta ter um trabalho legal se for aquela pessoa chata e carrancuda. O fornecedor tem que conquistar o cliente e foi isso que ela fez conosco e com o bolso!

Confiram o site da Isabel:

http://www.isabelflores.com.br/

Uma resposta para Rosas…

  1. Alexandre disse:

    Oi Tati tudo bem,

    Quando eu falo que é um relaxo, é porque é um relaxo.

    Ir na 25 de março em pleno horário de serviço é um baita relaxo.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: