Romantismo no ar!

julho 8, 2010

Por Tatiana Vasques

Olá, gente!

Estava lendo o site da Revista Viagem e Turismo e achei interessante umas dicas sobre lugares românticos para ir bem acompanhado (a) nas férias de julho. Fiz um resumo e listo abaixo os 5 melhores na minha opinião:

– Bistrô Isadora Duncan, Florianópolis, SC

Um dos mais charmosos restaurantes de Floripa guarda um segredinho: é, também, um hotel de um quarto só. Ou, melhor dizendo, uma guest house. O bistrô tem, na cobertura, uma suíte com cama king-size, TV tela plana de 29 polegadas e closet. Mas o grande lance é mesmo a deliciosa varanda privativa, dotada de espreguiçadeiras e uma enorme banheira de hidromassagem, de onde se tem uma vista espetacular da Lagoa da Conceição. Como existe apenas um quarto, todas as atenções são voltadas para quem estiver lá – e, claro, não existe o mínimo risco de cruzar com outros hóspedes. O serviço é pra lá de discreto: o café da manhã pode ser deixado prontinho na ante-sala da suíte, no horário combinado.

– From the Galley, São Paulo, SP

No ambiente principal do restaurante, uma mesa coletiva, são atendidas no máximo 20 pessoas por noite. O clima é de jantar entre amigos e a clientela é recebida com uma taça de prosecco. Em cozinha aberta, o chef Neriton Vasconcelos prepara o menu degustação em duas versões (cinco e oito etapas), enquanto conversa e explica os pratos aos convivas. Quem não estiver muito a fim de fazer novas amizades pode optar pelo trunfo na manga do From the Galley: a Sala Privé, no primeiro andar do restaurante. Com TV de plasma de 49 polegadas, o cômodo tem sofá de três lugares, mesa de jantar, jardim de inverno com um pequeno deck de madeira e um banheiro privativo. No quarto, o serviço pode ser realizado de acordo com o cliente – o menu degustação de oito pratos pode ter grandes intervalos, por exemplo. A sequência de pratos acontece somente quando o cliente toca um sino eletrônico, solicitando o serviço.


– Tauana, Ponta do Corumbau, BA

No idioma pataxó, Corumbau quer dizer “longe de tudo”. Não é à toa: o acesso até a península é difícil, por uma estrada de terra precária. É por causa disso que, apesar de ficar na região de Porto Seguro, a Pousada Tauana está completamente protegida do agito. Ela tem nove cabanas gigantes com paredes no estilo pau-a-pique, ventilação natural, camas king-size, lençóis de algodão egípcio, duchas potentes e atendimento mais que exclusivo. É possível chegar de helicóptero, saindo de Porto Seguro (o serviço custa R$ 1200). São 25 minutos de puro deslumbre sobrevoando mar azul, falésias e riozinhos. Já imaginou?


– Quinta, Rio de Janeiro, RJ

Distante do centro do Rio, no bairro de Margem Grande, o restaurante tem de tudo para você esquecer que está em uma cidade grande. No meio de uma aérea arborizada, o Quinta fica escondido pela vegetação. As refeições são feitas em uma varanda cercada de árvores, diante de um tanque de peixes – a única coisa que pode quebrar a sensação de privacidade são os micos e saguis que vivem no lugar.


– Kilombo Villas & Spa, Praia da Pipa, RN

Uma hospedagem feita sob medida para agradar quem busca sossego e privacidade. Tanto é que fica distante da vila de Pipa, protegida por muros e portões altos. Tem uma praia praticamente exclusiva, mas de acesso complicado: é preciso subir as falésias. O esforço é altamente recompensado – com sorte, é possível assistir à desova de tartarugas marinhas. As casas são chamadas de “vila”, cada uma com um tipo de decoração. Todas têm três pisos, hidromassagem e equipamentos modernos. Luxo dos luxos: uma equipe de mordomos fica sempre à disposição de cada unidade.

Espero que aproveitem a partir de amanhã, que é feriado em SP.

Um abraço!

Anúncios

Salvador: cartão postal da Bahia

julho 1, 2010

Por Tatiana Vasques

Olá, amigos (as) leitores (as)!

Relutei muito para escrever a coluna de hoje porque saberia que iria me rasgar em elogios para esse local. Sou extremamente suspeita para falar de Salvador, pois caso eu pudesse escolher, lá seria meu lugar de nascimento e quem sabe, o local dos meus próximos anos de vida.

Sei que muita gente torce o nariz para lá porque logo pensam nos carnavais, nos trios elétricos, na lotação, mas tudo isso faz parte, porém não são as únicas coisas dessa capital baiana. Salvador me conquistou por “n” motivos:

Clima: é uma delícia com sol na medida certa e a brisa refrescante do mar;

Povo: acolhedor, atencioso e muitooooooooooooo sossegadoooooo (confesso que essa parte foi um pouco difícil, pois como paulistana, muitas vezes, tenho pressa);

Comida: acarajé, vatapá, frutos do mar………..difícil resistir;

Música: de nomes consagrados da MPB até os cantores e bandas de axé (aqui estou falando de nomes como Daniela Mercury, Ivete Sangalo, Claudia Leite, Chiclete com Banana, Asa de Águia, Cheiro de Amor, Olodum), a maioria é de lá;

História: é preciso explicar? Primeira capital do Brasil;

Praias: próximas e lindas. As praias urbanas de Salvador são tudo de bom, além de limpas. Não é preciso ir longe para aproveitá-las.

Salvador também tem um shopping a céu aberto que sempre apresenta shows interessantes. Dividida entre cidade alta e baixa (ou nova e velha), tem no Elevador Lacerda seu ponto de encontro. Um elevador que vale a visita pela arquitetura, pois o valor é apenas simbólico (menos de R$ 0,10).

Na parte de baixo, há o Mercado Modelo e a Baía de Todos os Santos e na parte de cima, está o Pelourinho, a Casa Jorge Amado e a Igreja de São Francisco de Assis com seus adornos em ouro. É aqui que todas as terças-feiras, acontece o ensaio do Olodum. Vale muito a pena conferir. Você sente o clima da Bahia.


E para aqueles que preferem o mar, as dicas são as Praias de Itapuã, do Flamengo (um pouco mais afastadas), Pituba e Ondina (na orla urbana). E é claro que não se pode deixar de ver o Farol da Barra, se possível, no pôr do sol. Ai, que lindo!! É lá que acontecem shows históricos, a passagem do final de ano e o encontro dos trios elétricos de Salvador (que tem outro ponto de encontro, na Praça Castro Alves).


E aproveitando que se está em Salvador, que tal dar uma esticadinha e conhecer a Praia do Forte, com seu mar calmo e morno, e o projeto TAMAR (das tartarugas marítimas)?

Ótima para ir a dois ou com as crianças. Ao sair da praia, você encontrará uma praça com uma igrejinha no meio, bem ao estilo interior. Fofo!


Enfim, Salvador é uma cidade completa, com atrações para jovens, idosos, crianças, homens, mulheres, baladeiros ou pessoas mais sossegadas. Para tudo há um passeio.

E tirando a parte política que já deu alguns probleminhas para o desenvolvimento local, a cidade é muito bem preparada para receber turistas de todos os lugares. Os hotéis e as pousadas não deixam a desejar e a segurança não seja a ser preocupante. Por isso, a dica é: ao pensar na Bahia, não pense duas vezes e embarque para Salvador. Eta lugar arretado!!