Como decorar a casa nova?

agosto 30, 2010

Pessoal, sei que estou super sumida, massssssss, é a vida!!!!!!!

De qualquer forma, passo rapidinho aqui para deixar uma dica (de pós casada), sobre o novo lar.

Como encontrar o harmonia dos móveis na casa nova? Como conciliar os seus gostos + o do companheiro? Afff, difícil? Ah, nem tanto. É preciso ceder. Eita, mas é difícil, eu sei!!!!!! Mas não impossível.

Como decorar?

Não é preciso ter muito dinheiro para decorar bem bonita sua nova casa. Claro que ele ($) ajuda, mas o bom gosto acima de tudo. Se você puder contratar um profissional da área especializado, ajuda também, mas o mais importante: é estar do seu gosto.

Quando eu e o Noivorido começamos a montar nossa casa – a maior parte das decisões foi dele. Mas eu aceitei, pq ele tem um ótimo gosto (modéstia a parte, rsrs). Mas, não podemos negar, contamos com uma mega ajuda do meu pai – que é especialista no assunto: decoração, pisos, cortinas, persianas, papel de parede, revestimento, tudo que vocês possam imaginar. Ele já está na área há mais de seis anos e sabe como vender sua ideia!!!!!!!

Bom, preparei para vocês uma listinha de dicas básicas de como decorar, vejam abaixo:

1º passo: contrapiso: veja se está tudo em ordem com seu contrapiso para não ter problemas na hora da instalação do piso, carpete etc.

2º passo: verifique toda parte elétrica e hidráulica – passe todos os fios que tiver que passar antes!!!!!!! E quebre tudo que precisar enquanto não colocou piso, pintou etc.

3º passo: gesso, sanca ou afins: escolha modelos simples e que combinem com ambiente. Não me vai colocar uma sanca gigante em uma sala minúscula. Ah, e não pense só na beleza, quanto mais entrada tiver sua sanca, mais sujeira e mais canseira. Pense no bonito, barato e prático.

4º passo: armários. Já veja se vai querer embutí-los, pq, se for o caso, você já economiza no metro do piso desejado – que é o próximo passo.

5º passo: escolha o piso desejado. Os laminados são a melhor indicação para quem busca conforto e praticidade. Sem contar que são lindos de morrerrrrrr.

6º passo: pintura. Cor clássica ajuda no momento de indecisão. Não pinte com cores carregadas, pq depois de três meses o casal estará enjoado. Locais pequenos a sugestão são os tons pastéis.

7º passo: Invista nos papéis de parede. É sempre bom dar uma vidinha a casa nova e eles caem bem em qualquer cômodo. Em alta: colocar papel de parede no lavado, em uma parede que você quer destacar na sala, no quartinho do baby, ahhhhhhh, eles ficam perfeitos em qualquer ambiente!

8º passo: revestimentos. Antes de colocar os móveis, verifique onde quer dar um destaque diferenciado para casa e busque as opções de revestimentos, sou suspeita em dar minha opinião, afinal, na minha casa tem na sala e no quarto. Você pode embutir a TV ou apenas fixá-la em cima. Um charme!

9º passo: hora de comprar os móveis: avalie sempre o tamanho do ambiente, nd de deixar coisas grandes em lugares pequenos. E o contrário também é brega!!!!!!! Nada de colocar sofá ou qualquer outra coisa bloqueando portas, é terrível. A casa tem que ter uma sintonia, beleza, praticidade, conforto…

10º passo: cortinas e persianas. Você escolhe o que prefere. Se tem dúvida, dá pra colocar as duas de uma vez só. Dúvida? Fala com meu pai, entende tudo do assunto! Cortina é essencial: se você mora em apartamento tem que ficar esperta com os trajes, sem contar a invasão de privacidade, independente da roupa. Depois, ninguém merece acordar com aquele sol na cara!!!!!!!! E estraga os móveis, pisos, affffffffff. E por último: são lindas, dão um charminho especial pra nova morada.

11º passo: os tapetes. Eles são lindos, úteis (na sala você pode deitar sobre eles), dão energia para casa e protegem o chão (amenizam o barulho)…e ah, quem não gosta de tapete?

12º passo: depois que você fizer tudo, sempre vai dar vontade de colocar uma nova coisa, de trocar aqui, mexer ali, cuidar da casa e decorar é ótimo!!!!!!!!!!!

Anúncios

MACEIÓ – O CARIBE BRASILEIRO É AQUI

agosto 12, 2010

Por Tatiana Vasques

Ao falar de Maceió, quem não conhece a capital alagoana, geralmente faz referência ao nosso ex-presidente que sofreu o impeachment. Infelizmente, esse é o lado ruim de Maceió, porém essa coluna não vai falar sobre isso. O objetivo aqui é mostrar que o caribe brasileiro, com águas em tons de verdes, ora azuis, pode ser encontrado aqui.

Maceió tem uma orla urbana encantadora. As praias de Pajuçara, Ponta Verde, Jatiúca e Sete Coqueiros são uma mais bonita do que a outra. A minha preferida é Ponta Verde. Delas saem os passeios de jangadas e é também nelas que se concentram as barracas de praia e alguns dos agitos do final de semana.


Distanciando um pouquinho da orla principal, chega-se a uma das praias mais famosas de Maceió – a Praia do Francês, quase sempre parte do city tour oferecido pelas operadoras. Ela é uma praia que fica lotada aos sábados e domingos porque é o principal destino dos locais. Confesso que ela não é minha preferida e não curti muito porque a visitei em um domingo de muito sol e por isso, ela estava LOTADA. Por outro lado, para quem quer paquerar, eis o lugar.

Porém, os lugares que mais gostei foram a Praia do Gunga e as Piscinas Naturais de Maragogi. A Praia do Gunga já esteve listada entre as 10 mais bonitas do Brasil. Cercada por muitos coqueiros – aliás isso é o que não falta em Maceió – ela é banhada de um lado por um rio e de outro pelo oceano. Grande e limpa, ela é particular e só se entra com licença (as agências de turismo possuem) ou pagando. Um pecado um paraíso como esse pertencer a uma só pessoa.

Já as Piscinas Naturais de Maragogi – elas são menores do que as de Porto de Galinhasmas encantam. Da praia, que já é linda, limpa e tranquila – pega-se um catamarã que segue mar adentro. Bem longe da beira da praia, você desembarca e nada entre peixes de diferentes tamanhos. Corais também podem ser vistos a olho nu. Um espetáculo da natureza. E para completar, há ainda as Dunas de Marapé, um complexo formado por praias, dunas, muitos coqueiros e manguezais.


A vida noturna não é muito agitada, embora existam as casas de forró e os restaurantes. Muitos possuem o serviço de leva e traz, ou seja, você liga para o local e eles mandam um carro com motorista te pegar no hotel. Depois marcam o horário da entrega. Sem cobrar nada!

O resto da cidade é marcado por uma população pobre e carente. Quando fui era época de eleição e foi fácil ver atos de políticos comprando o voto em troca de um prato de comida ou de um passeio diferente. Isso é o lado triste, mas é melhor deixar para lá e curtir o que Maceió tem de melhor. Ai, agora me deu uma vontade de estar lá……..

Até a próxima!


Troca-troca

agosto 6, 2010

Por Priscila Moraes

Oi, pessoal!! Sei que aindei sumida, mas estava pesquisando vários babados para vocês!! Durante esse tempo, pensei em escrever uma subcoluna chamada: Troca-troca. Esse espaço será voltado para falar de famosos que vivem trocando de par, se separando e por aí vai…
Nesse primeiro Troca-Troca, vamos falar sobre um casal que me deixou decepcionada: Cláudia Raia e Edson Celulari!! Isso mesmo, após anos de casamento (eu, particularmente, nunca pensei que eles fossem se separar) cada um resolveu ir ara um lado. Confiram em detalhes o que aconteceu:

Troca-troca:

Acabou!! Claudia Raia e Edson Celulari estão separados

União ‘termina agora deixando a amizade, o respeito e a admiração mútua’, diz comunicado oficial, enviado pela assessoria do casal. Foi assim que tudo acabou. Um dos casais mais prestigiados e queridos da TV Globo se separou após 17 anos de matrimônio! Como sempre disseram que a separação foi amigável e de comum acordo, mas não é possível que todos terminem assim, sem um vestígio de amor!!

Não se sabe se eles ainda estão morando juntos ou com quem ficará a guarda dos filhos. “Foram quase duas décadas de uma união feliz, com os altos e baixos de qualquer relação entre marido e mulher, que termina agora deixando como fruto a amizade, o respeito e a admiração mútua, além de um casal de filhos lindos e amorosos que nos ligará para sempre através de um amor profundo. Ao longo de nossas carreiras sempre contamos com o carinho e respeito da imprensa na observação dos limites que separam a nossa vida pública da privada. Esperamos continuar a merecê-los neste momento especial de recolhimento. Edson e Claudia”. Realmente, foi uma pena!!

Confiram outros casais queridos que infelizmente se separaram:

– Stephanie Brito e Alexandre Pato: Na minha opinião, tinha tudo para dar certo. Mas o matrimônio não durou nem um ano!


– Dudu Nobre e Adriana Bombom: Casal simpático que se separou em 2009. Segundo Bombom, havia uma terceira pessoa no motivo da separação.


– Bruno Gagliasso e Camila Rodrigues: O casamento durou apenas dois anos! Eles formavam um belo casal…


– Danielle Winits e Cássio Reis: A atriz se envolveu com o ator Jonatas Faro, colocando um fim em seu casamento!


– Marcello Antony e Mônica Torres: Em março de 2010, os dois colocaram um fim no casamento de 11 anos.


E para finalizar minha coluna de hoje, vamos falar de coisas alegres como nascimento de bebês!! EEEEE! Conheça agora a Maria Eduarda, a filha fofíssima de Luciele Di Camargo e do Denílson:


Dá vontade de morderrr! Pessoal vou ficando por aqui e até semana que vem com mais buxixos para vocês!! Beijoss


Mi Buenos Aires querida!!

agosto 5, 2010

Por Tatiana Vasques

Oi, gente!

Com o fim da Copa, me sinto mais à vontade para falar de Buenos Aires, na Argentina. Assim ninguém dirá que estou defendendo os hermanos. (rs)

Da mesma forma que disse de Salvador em coluna anterior, também sou suspeita para falar de Buenos Aires. Eu passei apenas 4 dias na capital portenha, mas já foi o suficiente para me apaixonar. A capital é limpa, o povo educado e sem qualquer preconceito em relação a nós, brasileiros, afinal, somos os principais turistas do país.

Mas o que Buenos Aires têm de melhor?

Como eu disse, fiquei pouco tempo e por essa razão, fiz o que todo turista deve fazer: visitei os principais pontos da cidade:

1º) Avenida 9 de Julio: uma das mais largas do mundo, com 140 metros. Recebeu este nome para homenagear a data da Independência Argentina (9 de julho de 1816). Nela estão alguns pontos turísticos importantes como o Obelisco e o belíssimo Teatro Colón.


2º) Calle Florida: uma rua simples, cheia de lojas, um pouco melhor que a nossa “Rua: 25 de março” e que conta com dançarinos se apresentando em troca de pesos argentinos.

3º) Cemitério da Recoleta: ok, vocês podem dizer: visitar um cemitério? Mas não é um qualquer. É onde Evita Perón está enterrada. Ela, que era atriz, se tornou a primeira-dama argentina ao se casar com o general Juan Domingo Perón. Com seu carisma, ela conquistou para o peronismo o apoio da população pobre e até hoje é lembrada como uma grande defensora da Argentina. Além disso, é um cemitério também com obras arquitetônicas belíssimas. Paralelamente, no bairro da Recoleta estão o Museu Nacional de Belas Artes, a Biblioteca Nacional, a Faculdade de Direito da Universidade de Buenos Aires, a Basílica Nossa Senhora de Pilar, entre outras atrações.

4º) Cafés com alfajores Havana ou medialunas (croissants): aqui você se sente um verdadeiro nativo. Basta entrar, tomar um café e ler por quanto tempo desejar que ninguém irá incomodá-lo ou fazer cara feia porque não está consumindo e tem que desocupar o local.


5º) Tango: ir para Buenos Aires e não assistir a um show de tango é como ir ao Rio de Janeiro e não visitar o Cristo Redentor. Os argentinos bailam e vivem o tango como ninguém. É um espetáculo encantador até para quem não conhece nada sobre essa sedutora dança. Os shows apresentados são incríveis e quase sempre acompanhados de um bom jantar.


6º) Comida e Bebida: as parrillas (ou churrascos), os chorizos e o vinho são específicos da Argentina. A carne é tenra e os vinhos, geralmente da região de Mendoza, são deliciosos. Tem que experimentar. Ah, e não são caros, especialmente se comprados em mercados.

7º) Casa Rosada e Plaza de Mayo: é aqui que está instalada a presidência da república. É nessa praça também que houve o panelaço de alguns anos atrás e, principalmente, o local onde mães se reuniram contra o presidente em um dia de maio, lutando pela libertação de seus filhos. Desde a década de 70, as Mães da Praça de Maio se reúnem com fotos de seus filhos desaparecidos pelos militares durante a ditadura argentina. Neste quarteirão ainda é possível visitar a Catedral Metropolitana e o Banco de laNación Argentina.

8º) San Telmo: um bairro acolhedor, meio hippie-chique, onde todos os domingos acontece uma feirinha de antiguidades. Neste dia, os inúmeros antiquários também abrem para compras ou apenas visitação. É interessante conhecer.

9º) Caminito: é uma rua, que fica no bairro de La Boca, perto do porto. Esse é um bairro bem pobre, que resolveu mudar um pouco sua história ao pintar suas casas com cores diferenciadas e vribantes, chamando a atenção dos navios que ali atracavam. Hoje essa rua é um clássico com diferentes lojinhas de souvenirs, dançarinos de tango, turistas por todo o lado. E as casas, estas são subsidiadas pelo Estado devido a seu valor cultural.


10º) Estádio do Boca Juniors: os amantes do futebol NÃO podem deixar de visitar o La Bombonera. Estar ao redor do estádio já é vibrante: tudo é cor azul e amarelo e falar no nome do rival (o River Plate) nem pensar. Eles não dizem o nome. Os boquenses se referem ao River como o “adversário”, o “rival” etc. Eu não consegui ver um jogo, mas fiz a visita guiada que é espetacular. Você sente a emoção da torcida, conhece vestiários, entra no campo, vê a sala de troféus, tudo muito bem estruturado. O Corinthians fez algo semelhante aqui no seu museu, mas o do Boca ainda é melhor (e olha que sou corintiana -rs). Não deixem de visitar.

Eu poderia continuar aqui falando de muitos outros pontos de Buenos Aires como Puerto Madero. Poderia ainda dizer que Maradona é o deus local ou ainda dizer que os paseadores de perro (cachorros) encantam, mas só posso dizer que melhor do que falar, é estar lá. Portanto, façam as malas e visitem nuestros vecinos. Buen viaje!!

Agradecimento: Aninha, querida, obrigada pelas fotos! Beijos, Tatib.

Buen viaje!!

Kibe da Lívia

agosto 4, 2010

Pessoal, depois de algum tempo sem receita, voltamos. Essa aqui é da Lívia, amiga da Taty Vasques. Não temos fotos, mas façam e tomará que dê certo 🙂 Bom apetite!

Massa do kibe

Ingredientes:

– 250 g de trigo para kibe

– 500 ml de áágua fervendo

– 3 dentes de alho

– 4 tabletes de caldo de carne

– 250 g de carne moíída moida 2 vezes (patinho ou acém – de preferência ao acém)

– 1 cebola das grandonas (ou 2 médias) picadinhas

– 3 tomates vermelhos picadinho com tudo (tire a pele para fazer umas rosas

como decoração)

– 1/2 xícara (chá) hortelã fresca picadinha

– 1/2 xícara (chá) cheiro verde picadinho

– pimenta síria à gosto (leva canela em pó essa pimenta)

– 250 g de Hellmann´s (1 vidro de maionese)

– 1 copo requeijão cremoso (temperado em casa com cheiro verde e orégano à gosto) ou catupiry (à gosto)

– 200 g de presunto picadinho

– 250 g de mussarela picadinha

Modo de Preparo:

1 – Coloque o Trigo de molho em água quente temperada com dentes de alho crus e os caldos de carne dissolvidos, deixe de molho só 1 hora. Ela irá chupar todo o liquido, não será preciso espremer nada em pano (bem pratico).

2 – Enquanto isso, pique os ingredientes da lista.

3 – Comece fazendo uma massa de kibe comum. No trigo temperado rehidratado, acrescente a carne moida, a cebola picadinha, o sal, a pimenta-siria e os verdes picados (hortelã e cheiro verde)

4 – Na massa pronta, sem tomates ainda, já temperadinha, então você acrescenta a maionese.

5 – Coloque o tomate depois da maionese, para não ficar espremendo ele. A massa ganhou tanta umidade com a maionese, ficou esbranquiçada, que agora dá para mexer de colher. Ficou bonita, tem sisquinhos vermelhos e verdes.

6 – Como tem maionese na massa, não precisa untar o refratário, é só espalhar com a colher.

7 – Alise a superfície da 1ª camada com as costas da colher.

8 – Coloque junto a mussarela e o presunto.

9 – Requeijão de copo ou catupiry (já comi com os 2 e não faz muita diferença no comendo), por isso pode usar requeijão mesmo nesta receita para baratear. O requeijão cremoso de copo pode ser puro ou temperado. Eu tempero num potinho de porcelana para facilitar mexer. Use em temperatura ambiente que dá para trabalhar melhor. Estou usando Requeijão Cremoso Caseiro da Maizena (preparado por mim mesma).

10 – Espalhe as colheradas o requeijão de copo em cima dos frios.

11 – Então nivele o requeijão de copo com as costas da colher, sobre os frios.

12 – Cubra com o que sobrou de massa de kibe.

13 – Nivele a superficie. O refratário médio ficará quase cheio em cima. Nascerá do forno, quadrados tamanho lasanha. Pode riscar a superfície em quadrados antes de levar ao forno.

Refratário Médio – Quase cheio – esse você assa dentro de outro tabuleiro por 1 hora, que pode borbulhar o recheio e pingar dos lados (tem vez que acontece, tem vez que não).

Refratário Grande – A mesma receita – ele ficará mais baixinho, e renderá mais quadrados, no entanto, dispensa o tabuleiro embaixo, que altura dele, não deixará pingar nada dentro do forno.

Sem refratário e mais baixinho com 40 minutos de forno já está bonito e dourado. Na mesa, siga o risco que você fez, que ainda aparece, e corte com capricho separando os pedaços. As fatias quentinhas parecem recheadas de pastel de queijo. Delicioso!

Rendimento Testado pela Priscila – Montando a Receita Básica em Refratários diferentes:

Refratário Médio – 12 Quadrados – Serve tranquilamente 7 adultos a mesa,não precisa fazer outra mistura. Kibe de Forno tambéém sustenta.

Refratário Grande – Serve as mesmas 7 pessoas, com pedaços mais baixinhos, que garante os repetecos. Só que na minha opinião ele fica mais crocante por fora e até meio queimadinho por baixo, por isso tome cuidado.


Sensatez

agosto 2, 2010

Por esta razão, não vos torneis insensatos, mas procurai compreender qual a vontade do Senhor.” (Efésios 5:17 ARA)

Por Mário Fernandez – ICHTUS

A associação entre sensatez e compreender os caminhos do Senhor é inevitável, especialmente neste versículo onde está explícito. Mas talvez o que mais chama a atenção é o quanto as pessoas tem ansiedade quando se trata de saber o que Deus quer, a famosa “vontade de Deus”. Lembro de longas discussões com colegas e professores na época que estudava teologia.

O fato que não se pode evitar de pensar é que nem todo mundo está preocupado em ser sensato. O que faz sentido na vida de uma pessoa espiritual é a vontade de Deus, isso é o de bom senso, é o sensato. Claro, porque as aspirações de um espiritual, são igualmente espirituais assim como os desejos de um carnal são carnais.

Compreender a vontade de Deus não é o que as pessoas julgam que seja. A maioria se confunde com conhecer a vontade de Deus, no sentido de saber o que Deus quer e isso já está na Palavra, a Bíblia está cheia disso. Ame o teu próximo, seja generoso, semeie, seja fiel, santifique-se. Só por isso já se tem como saber a grande maioria das questões em termos de conhecer a vontade de Deus. Mas compreendê-la, realmente é outra coisa, são outros 500.

Compreender tem a ver com encontrar o sentido e o objetivo de alguma coisa. Tem a ver com alcançar a idéia central de alguma coisa. E a vontade de Deus, o que ela visa, para onde ela aponta, qual sua idéia central? A mim parece que vai além do entendimento de muitos que nos rodeiam.

Deus quer que o maior número de pessoas possível seja salva. Todo restante, meu irmão, é apenas para que isso aconteça. Nossa edificação contribui para isso, mas se a meta fosse apenas essa era melhor ser arrebatado na conversão. Temos a eternidade para adorar, então também não é isso. Não nos tornemos insensatos, compreendamos que Deus quer o mundo salvo, até os confins da Terra.

Pai, ensina-me a ter foco nas coisas do Teu Reino para que eu não gaste energias naquilo que não aumenta minha compreensão da Tua vontade.”